Pesquisar este blog

COMPARTILHAR

Poesia espiritualista imparcialista

Moral e consciência

O desejo e o vícios nos prazeres,
Que é uma forma de vaidade,
Depois que conquista e doma todos os sentidos
E causa dependência, finca sua bandeira de dominador.

A moral, os conceitos de certo errado
Ficam   inválidos distante dos olhos dos outros.
Restando nos o  remorso,
Ou inventamos conceitos segundo os nossos vícios e desejos
E lutamos ferozmente contra a opinião contraria.

A consciência sobre si esta muito além de nossos remorsos,
De nossos conceitos, de nossas compulsões dos desejos,
Dos vícios sobre os sentidos e  dos pensamentos
Que levam a sentimentos associados aos desejos,
 Ao vício e ao prazer.

A consciência é a experimentação de outra realidade,
Que certamente,  ainda não estamos preparados para vivenciar,
Estão, nos prendemos a um prazer
Que nos prendem ao mundo da inconsciência.

J.Nunes

05-08-2017

Poesia imparcialista esotérica.

Girassóis da alma


Os cães ainda me mordem as mãos e os pés,
Me prendem ao chão,
Não me deixam em paz
para voar por esse mundo,
Onde viajo além do tempo e do espaço.

Meus corpos se desententem;
Um deles é tomado pela preguiça,
Não quer deixar a cama,
Tenta impedir, corre atrás do outro,
Põe barreiras nos corredores da casa,
Para impedir que  o outro viaje
Pelo espaço e dimensões sem fim.

Sem eles, sem formas viajo
Para as estrelas e entre os átonos das coisas.
Viajo nos giros dos girassois da alma

J.Nunes 04-08-2016

Na essência das coisas

Na essência das coisas

Na essência das coisas
Ter isso ou aquilo
No fundo da consciência é não ter nada.

O que eu tenho realmente é meu corpo
 E seus membros com suas funções.
No fundo da consciência
Nem mesmo meus conhecimentos são meus.
Só temos algo quando ele é uma extensão física de nós;
As coisas não são uma extensão física de nós.

Ter é ser de fato
Ser é ter de fato.
As coisas são separadas de nós,
Nos somos separados das coisas.
Somente o que é extensão de nós é que nos pertence.

Possuímos de fato,
Somos de fato
Aquilo que é extensão do nosso corpo e de nossa alma,
Logo, somos eternidade.
J.Nunes

04-08-2016


Poesia dia dos pais

Aprendiz de ser pai

Vim aprendendo pela vida;
Vim errando, acertando, aprendendo.
Ser marido e pai é a mais bela lição e aprendizado
Que um homem pode viver dentro dessa escola da vida.

Um pai esta sempre disposto a todos os sacrifícios,
A ficar sempre coadjuvante na vida,
A colocar se fora dos planos,
A lutar e viver pelos seus filhos e esposa.
Ser pai e marido pode ser
Uma lição de desapego, dedicação e amor.

O amor de pai é mais silencioso,
Tem o peso das palavras
Que não são capazes de dizer
Tudo que é ser pai e de falar sobre o silêncio
 De suas dores e lágrimas condidas no peito.

Um pai é feliz com as conquistas de seus filhos,
Realiza-se nos sonhos de seus filhos,
Mesmo que esses não sejam seus sonhos.
Um homem depois que se torna pai deve aprender
A amar sem medida e ser capaz de todas os desprendimentos,
Com a felicidade de quem se realiza na familia.

J.Nunes  03-08-2016

Virtude da Humildade

Filhos da terra

Virtude da Humildade

Humildade vem de húmus,
Que significa filhos da terra, 
Que vem da consciência
De que somos parte de um todo
E a unidade em Deus. 


Temos medo de sermos amorosos,
Temos medo de sermos humildes
Como se não houvesse mais espaço
Em um mundo tão soberbo e grotesco
Para a mais elevada das virtudes da alma.

Invejamos os orgulhosos e os violentos,
Apreciamos a virtude do amor e da humildade,
Porém, nos falta coragem para sermos
Humildes e amoroso porque olhamos
Para essas virtudes como se fossem vulneráveis,
Como se essas virtudes fossem fraquezas,
Quando na verdade é o mais elevada
Das faculdades dos homens.

J.Nunes