Pesquisar este blog

COMPARTILHAR

Um Pássaro

O senhor José Calixto
Morreu atropelado enquanto atravessava,
de bicicleta, um estrada muito movimentada de carros.

Ele me dizia que estava vivo,
Eu disse a ele que ele estava morto.
Seu José Calixto insistiu que não,
Que tinha sobrevivido ao terrível acidente...
Por fim ele concordou com um ar de tristeza.

Seu José Calixto ainda caminha na feira livre,
Foi lá que o encontrei,
Pedi que saltasse depois
Peguei o pelo braço e alçamos um vão...


Eu o lancei no ar e disse:
_Voa seu José Calixto, agora o Senhor
É um pássaro e o mundo não tem fronteiras.

José Nunes Pereira