poeta Nunes

sábado, 9 de maio de 2020

Pão do Céu

O verdadeiro pão do céu - Diário Espiritual


Pão do Céu


O irmão Francisco esteve as portas
para pedir esmolas para seus irmãos em Cristo.
Eu estou a sua porta para pedir esmola por mim,
não me tome como um egoísta,
sou um miserável e não tenho nem mesmo para mim,
estou a sua porta para pedir o pão do céu,
o alimento para minha alma faminta de sabedoria.

Quem sou eu para querer alimentar meus irmãos,
sou muito pobre de virtudes, não tenho tem mesmo para mim,
mas se me deres um pouquinho do seu alimento para a alma,
se me deres um pouquinho a mais do seu alimento do céu,
eu entrego, humildemente, um pouco aos meus irmãos
que também estão famintos do alimento do céu
eles têm fome de amor, sabedoria e verdade.

Perdoe o meu egoismo quando guardei
só para mim o alimento que vem do céu,
perdoe ainda mais a minha vaidade e o meu orgulho
quando pensei ser a "luz do mundo"
quando peguei uma migalha caída de sua mesa farta

Reconheço que sou um miserável a sua porta
pedindo um pouquinho do seu alimento
que sustenta da alma e coloca
os homens de pé diante de sua presença.

Senhor, eu te peço que me dê
apenas segundo as minhas virtudes a sua vontade,
quero ser um humilde semeador
de sua graça de amor, sabedoria e verdade.

Nunes 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicações

Marcadores