O grande espaço vazio


















O grande espaço vazio 

 

Nada é mais intenso que o nascimento,

nada é mais intenso que a morte,

entre um e o outro existe um grande espaço vazio 

que preenchemos de ilusões

e momentos de embriagues,

e até de fumaça de cigarro. 


Na vida o nada é muito,

e o muito é pouco porque nunca sabemos

se vale a pena qualquer esforço,

se vale a pena a última jogada... 


Esse grande vazio entre o grande momento do nascimento,

e o grande momento da morte;

alguns  preenche de coisa e dinheiro,

outros de crimes e maldades cada vez mais intensas,

outros de profundidade de céu e inferno,

outros de Deus cada vez mais perto...

outro de qualquer coisa 

que ele dignifica com a palavra amor. 


Na vida nada é intenso o suficiente para preenchê-la,

de modo que realmente faz valer a pena o grande esforço,

a não ser descer ao inferno e subir ao céu

em um mundo de mistério da alma, de vida, natureza e morte.


Seremos relutantes em colocar a vida em qualquer coisa;

como sabemos se vale a pena tanto esforço

apenas para não sentirmos o espaço vazio

entre o nascimento e a morte.  


 Nunes 



Comentários