poeta Nunes

sábado, 1 de fevereiro de 2020

Imparcial

Resultado de imagem para simbolo imparcialista


Imparcial

Imparcial com a mente
olho de fora
desse motim
dentro e fora
de mim.

Deixo que eles se anulem,
deixo que se matem,
que se rasguem,
que se devorem,
que gritem.

Quando quero!
basta usar a força do verbo
que sai da consciência que observa tudo.

Basta dizer:_ Calem-se!
Que tudo se calará
e a multidão de zumbis espectrais fugiram.
E abitarei na paz do silêncio
nesse caminho da unidade.

Se for mais do que pensamentos,
se for demônios
eu conjuro com o Cristo
e nada resiste esse nome sagrado.

Nunes  

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

O sentinela mexeriqueiro

Resultado de imagem para cidadela portugal


O sentinela mexeriqueiro 

O sentinela abandona o posto da guarda
deixa a cidadela sem quem olhar por ela
da guarita do alto da muralha.

O sentinela mexeriqueiro anda de porta em porta,
simpático, conversador, vaidoso...
o sentinela ganha um docinho aqui, um cafezinho ali,
é namorado pelas moças nas janelas,
é invejado pelos rapazes ciumentos,
é muito querido pelas senhoras que vê no sentinela displicente,
um perfeito marido e um pai querido.

Um dia o sentinela mexeriqueiro caiu em desgraça!
Em um desses dias que abandonou a guarita,
a cidadela foi tomada sem aviso.

O sentinela foi expulso da cidadela
e acabou morto pelos ladrões forasteiros. 

Nunes 

Oratório




Oratório

Em sua casa possui sala de estar,
cozinha para comer e cozinhar, 
quarto para dormir
e muitos outros lugares para outras coisas;
certamente não possui um oratório para orar,

Então faça um agora!
mesmo que de improviso,
sem preciosismo, faça agora!
quem adia não faz,
e rezar é urgente!

Porque a alma está acima de tudo
e além do tempo e do espaço... 
e não pode esperar,
e não vai esperar. 

Nunes 

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Sol na casa doze

Sol na casa doze

Não fuja para dentro de si
Porque é lá que seus monstros habitam,
Não fuja para a vida material,
Não abandone sua casa interior,
Não a deixe aos seus monstros
Que te devora de dentro para fora...


Uma luz toca seu coração,
Deixe o sol entrar em sua casa
E surgirá aquela manhã em sua alma...

Deixe o sol entrar para que você,
Guerreiro da luz, tenha a claridade da consciência.
Deixe o Sol entrar e iluminar de dentro para fora...

Para que você estão, guerreiro da luz,
Combata seus monstros interiores,
Para que você estão possa ver o que há dentro de ti
E a vida lá fora que faz de tudo para te ludibriar.


Nunes

Sétimo Pecado Capital

Sétimo Pecado Capital

Meu corpo lento feito um boi,
Meu metabolismo preguiço
E meu corpo rechonchudo se move
Lentamente feito um gato velho e gordo.

Meu corpo é comandado por minha mente preguiçosa
Que se move o suficiente para se acomodar
E encontrar o prazer, o aconchego e o conforto.

Minha mente preguiçosa comanda meu ventre sempre empanzinado
Pela lentidão de meu estômago.
Minha mente preguiçosa é, contudo ansiosa
E me ocupa com tudo que não exige muito esforço
Mas que traga prazer e alimenta meus instintos,
Minha frouxidão e baixeza de caráter.

Minha mente preguiçosa não me deixa sacrificar o corpo físico,
Não me deixa por sacrifícios na alma,
Não me deixa por esforço nas atitudes, na moralidade e no pensamento,
Minha mente preguiçosa me faz arrastar pela vida feito uma lesma
Motivada pelos vícios pegajosos e pelos meus instintos mais vis.

A preguiça, meu sétimo pecado capital anda sempre acompanhada
Da luxuria que é essa eterna busca pelo prazer
E juntos eles fazem essa ansiedade e essa ira,
Por ser impossível sem esforço atingir meus propósitos.

A preguiça me coloca,  me deixa na vida sem objetividade,
Me faz arrastar de um lado para o outro com o esforço
Motivado pela busca incessante do prazer do corpo
Que me faz adiar qualquer esforço consciente.
Hoje vou me colocar em penitencia
E mortificação o Eu da preguiçoso.

Murilo Santiago
J.Nunez

domingo, 26 de janeiro de 2020

O Pobre de Deus

Resultado de imagem para os pobres de deus são francisco

O Pobre de Deus 


É preciso ser pobre,
de valores do mundo,
de desejos e caprichos do pecado
para que possa rezar
a oração dos pobres.

É preciso andar de coração vazio
de importâncias do mundo,
é preciso que não leve nada...,
para que eu possa
rezar a oração dos pobres.

O coração que está cheio
de importância do mundo,
cheio de honraria dos homens,
preocupado com as vaidades da vida,
preso pelo orgulho de ser honrado,
não pode rezar a oração dos pobres.

É preciso ser igual a Lázaro em espírito,
é preciso ser criança
que confia nos cuidados do pai,
é preciso andar vazio por dentro,
para que esse espaço seja
preenchido pela presença de Deus.

A oração dos pobres
é para os humildes de verdade,
para os vazios de importâncias
e horárias do mundo.

A oração dos pobres é
para os verdadeiros pobres de Deus
que são os verdadeiros ricos,
herdeiros do reino dos céus.

Nunes 

Rebanho disperso

Resultado de imagem para rebanho de ovelhas disperso

Romanos 7:15  Eu não entendo o que faço, pois não faço o que gostaria de fazer. Pelo contrário, faço justamente aquilo que odeio.


Rebanho disperso  

O pensamento não surge sem a imaginação e a lembrança.
A imaginação pode ser consciente ou inconsciente,
porém, o pensamento não surge sem a associação
com a imagem,
e cada imagem tem uma  palavra que a define.

A palavra está associada a imagem e a ação ou função do objeto.
Se ordenar o pensamento que pense,
mas não colocar a imaginação e a palavra,
não há pensamento.

Calo o pensamento
se arranco dele a imagem e a imaginação.
A imaginação pode levar ao pensamento a pensar o que ela quiser,
consciente ou inconsciente.

Atrás dessa associação do pensamento,
a lembrança e a imaginação está o Eu Coletivo
que me leva a praticar os seus caprichos e pecados particulares.

Porém a consciência que observa a imaginação
e a imagem que dela surge,
pode observar, julgar e matar
o Eu que usa a imaginação, a imagem e o pensamento.

A consciência pode observar a imaginação
e o pensamento que dela surge,
e ainda o Eu que se oculta
e age por de atrás desse jogo de associações
de imagens,lembranças, pensamentos e imaginação.

Podemos ainda, com a concentração e a consciência,
concentrar feito um feixe de luz,
o pensamento associado a imaginação:
imaginação consciente.

Como quem pastoreis um rebanho,
Posso ainda deixar o pensamento navegar na imaginação
e observá-lo com a consciência e deixá-lo morrer a míngua.

Nunes 



Eu coletivo

Olho da janela quem me olha por fora,
quem me olha por dentro,
quem me olha e não é o mesmo que sou,
quem me olha de dentro para fora e de fora para dentro,
de dentro do dentro do dentro...

Quem me olha tão imparcial, desgarrado de mim
e indiferente aos meus caprichos.

Esse que eu não sou,
mas está dentro de mim me olhando
e pode me julgar e me matar por dentro.

Alguém que me olha tão separado de mim
que faz de mim dois:
o que olha o que sou na psique e nos comportamentos,
o que olha o que não sou e o que sou na vida.

A consciência é essa que olha tudo isso;
Eu coletivo de muitos de mim.

Publicações

Marcadores