poeta Nunes

sábado, 28 de março de 2020

Mais a frente no terceiro caminho...

Cidade de Marília.Com : Artigos, Poesia e Símbolo Imparcialista

Mais a frente no terceiro caminho... 

Os caminhos  paralelos
se diferenciam pela lei da dualidade, 
os conceitos de cada caminho  os fazem antagônicos,
mas entre os dois caminhos  opostos está um caminho
de equilíbrio, ordem, justiça, verdade, 
estrutura, consciência, sanidade e coerência,
nesse caminho não há tempo que transcende a verdade imutável.

Muito além desse caminho entre dualidade
está o  caminho da unidade,
nessa altura da estrada 
o aperfeiçoamento espiritual se torna 
o único propósito da vida do Imparcialista,
a busca pela unidade em um momento de meditação
e a compreensão de que o proposito  é a unidade,
ou união com Deus,
por que Deus é a unidade.  

A Filocalia é um caminho dentro do Imparcialismo,
um caminho de oração e meditação cristã,
e o descampado desse caminho é a unidade com Deus
seja em um momento de meditação
ou no trunfo de uma integração com o TODO que é Deus.

A Filocalia é o caminho,
em um tempo em que viveremos pela fé.  

Nunes         

28-03-2020

segunda-feira, 23 de março de 2020

Igualdade e equidade são os dois pratos da balança.

Resultado de imagem para aquario o aquaceiro

Equidade

Igualdade e equidade são os dois pratos da balança. 

Não é tão simples assim, precisei de meio caminho
Para entender que a vida precisa de equidade,
Para entender que a minha conduta nessa existência
Deve ser equivalente a minha realidade atual.

Não se compreende isso do dia para a noite.
É preciso de meio caminho para entender,
E deixar de bater-se contra as paredes.

Para o caminho é preciso unidade,
Qualquer desvio é um descaminho.

Até o meio do caminho, por apego,
Adiei a morte do vício e do erro.
Agora compreendo que um erro bajulado,
Compromete todo o caminho.

Quem somos e quem vivenciamos
Não encontra equidade, não são equivalentes...
Vivemos a vida como personagens de um filme,
De uma peça de teatro, de um livro...

Sobra em nós características que não cabem na vida:
Segredos, vidas paralelas, vícios, conflitos interiores, fracassos...
O maior desafio da vida
É sermos equivalentes com a nossa realidade,
Abandonar as encenações de personagens;
A vida paralela e os vícios,
Que são sempre escapismos,
Ou encenações do reflexo do que somos.

Não vivemos esses vícios às claras na vida real, prática e equivalente,
Estão sempre ocultos dentro da vida paralela.
O conflito entre o que somos e a nossa condição real
É comum a todas as pessoas;
Não é exclusividade de quem vive esses conflitos no campo da sexualidade.

Há muitos outros conflitos e características
Que não se encaixam com a vida prática e real de cada pessoa.
São conflitos que parecem ter vindo de vidas passadas,
Que agora devem ser deixados
Para que possamos viver a presente existência com equidade.

Nunes

Dúvida de criança pós-moderna

Resultado de imagem para deformação quadros

Um homem...
Uma criança pós-moderna perguntou:
_ Mamãe o que é um homem?
A mãe respondeu:
Um homem!... Um homem!...
Um homem é igual... ao seu pai!
_Igual ao meu pai!?
 _ Estão um homem é uma mulher que não é mulher!
porque o pai é igual  a mãe, mas que não é homem...
mas é como se fosse! 
_Mais ou menos por ai!  - Respondeu a mãe.
_Então o que seria um homem de verdade? Perguntou a criança.
A mãe deu lhe um pata na cara e disse:
_Seu homofóbico, fascista, nazista, direitista #%*`&-@!+Y+X)¨",
a escola não está te ensinando direito!...
Amanhã eu vou falar com o a Diretora!  
Salomão Alcântara
Nunes

Publicações

Marcadores